skip to Main Content
Tipo Sanguíneo A Pode Estar Ligado Com A COVID-19 Mais Grave?

Tipo sanguíneo A pode estar ligado com a COVID-19 mais grave?

Fique calmo! Não é bem assim e vamos explicar 

A novo coronavírus tem sido pesquisado em diferentes frentes. São muitos os estudos sobre os possíveis tratamentos, como as vacinas, por exemplo, que já estão em fases avançadas. Mas os cientistas também tentam descobrir de que maneira e porquê as pessoas podem ser mais afetadas pela doença. E com isso, chegaram à conclusão que o tipo sanguíneo A pode estar ligado com a COVID-19 mais grave.

Uma pesquisa publicada no The New England Journal of Medicine, no início de junho, levou os estudiosos a crerem que pessoas com o sangue tipo A correm um risco maior de desenvolver a COVID-19 com sintomas mais graves.

Entenda a pesquisa

Os cientistas noruegueses e alemães investigaram a influência do sistema sanguíneo ABO de 1.980 pacientes internados em hospitais da Itália e Espanha, em estado grave por conta da COVID-19. Para fazer um contraponto, eles também avaliaram um grupo de 2.381 pessoas que estavam saudáveis ou com apenas sintomas leves da doença.

Além da conclusão sobre o tipo de sangue A ser o mais comum entre as pessoas com a COVID-19 em estado grave, a pesquisa também identificou que os portadores do tipo sanguíneo O apresentaram menor probabilidade de desenvolver a forma grave da doença. Para se ter uma noção, o estudo revelou que o número de pacientes com sangue A internados chega a ser duas vezes maior do que os de tipo O.

Para chegar aos resultados, os cientistas fizeram um estudo de associação genômica. Então, eles vasculharam o DNA de todos os participantes e, ao fazer comparações entre eles, identificaram duas regiões de genoma que estão associadas ao risco de desenvolver a COVID-19 em sua forma grave. E justamente estas regiões incluem o gene que determina o tipo sanguíneo.

Tipos sanguíneos e anticorpos

Os tipos sanguíneos A, B e O determinam alguns anticorpos presentes no sangue (superfície das hemácias). O anticorpoa anti-A ataca a proteína A. O anticorpo anti-B ataca a proteína B. Assim, uma pessoa que tem o sangue tipo A não poderá ter anticorpos anti-A, já que eles atacariam as proteínas presentes nas hemácias. Portanto, esta pessoa só terá anticorpos anti-B. A mesma lógica serve para quem tem o tipo sanguíneo B.

Já o tipo sanguíneo O não possui nenhuma proteína na superfície das hemácias, então ele pode ter os anticorpos anti-A e anti-B. Com isso, entende-se que o sistema imune das pessoas com tipo de sangue O é mais aguçado e consegue reconhecer melhor as proteínas “estranhas”, como aquelas existentes nas superfícies dos vírus.

Isso quer dizer que as pessoas com sangue tipo A devem se desesperar e as com o tipo O relaxarem os cuidados contra o coronavírus? NÃO! Tudo ainda é muito novo e para tal afirmação será necessário muitos outros estudos. Portanto, se precisar sair de casa, independentemente do seu tipo sanguíneo, use máscara. E não se esqueça de lavar as mãos com água e sabão de forma frequente/ usar  álcool em gel!

Por dentro do sangue

O sangue é composto por:

Plasma – Parte líquida, de coloração amarelo palha, composta por água (maior parte), proteínas, sais, hormônios, dentre outros. O plasma representa aproximadamente 55% do volume de sangue circulante

Hemácias (ou glóbulos vermelhos) – Tem um alto teor de hemoglobina, uma proteína avermelhada que contém ferro. Sua principal função é transportar oxigênio a todas as células do organismo.

Leucócitos (ou glóbulos brancos) – Fazem parte da linha de defesa do organismo e são acionados em casos de infecções, causadas por vírus ou bactérias

Plaquetas – Atuam no processo de coagulação sanguínea, agindo nos sangramentos, para que não haja hemorragias.

Além disso, o sangue é dividido nos grupos sanguíneos ABO. Eles podem ser fator Rh positivos ou negativos: A+, A-, B+, B-, AB+, AB-, O+ e O-.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Search