skip to Main Content
Dores ósseas Na Leucemia

Dores ósseas na leucemia

É importante ficar atento ao sintoma, especialmente nas crianças. Nem sempre as dores nas pernas são por conta do crescimento

Os cânceres do sangue, muitas vezes, apresentam diferentes sinais pelo corpo, como cansaço extremo, febre, caroços (linfonodos aumentados), suor noturno, sangramentos, dentre muitos outros. Mas uma manifestação que ocorre com bastante frequência, mas é pouco falada, são as dores ósseas na leucemia. E ficar atento a este sintoma é bem importante, principalmente nas crianças. Afinal, aquela dor na perna nem sempre representa a fase do crescimento.

Entenda a leucemia

Para entender o porquê esse câncer pode apresentar como sinal dores ósseas, é crucial saber o que ele é e como acontece no organismo.

As leucemias têm início na medula óssea, órgão responsável pela fabricação das células do sangue: células-tronco hematopoiéticas, que passam por um processo de amadurecimento e produzem os componentes do sangue, que são: glóbulos vermelhos (responsáveis por transportar oxigênio), glóbulos brancos (defendem o organismo) e plaquetas (fazem a coagulação). Um ponto bem importante: a medula óssea é encontrada no interior dos ossos.

Uma pessoa desenvolve a leucemia quando os glóbulos brancos (em raras ocasiões glóbulos vermelhos ou plaquetas), por um erro genético, passam a ser fabricados de maneira errada e em grande quantidade, não realizando mais a função de proteger o corpo. Com isso, a medula óssea fica superlotada de células doentes, surgindo então dores ósseas.

E como é essa dor?

É aqui que toda atenção precisa ser dada. Alguns ossos têm mais medula óssea presente, como é o caso dos quadris, pernas e esterno (osso na região do peito). Então são nessas partes que a dor pode ser mais intensa.

Outras doenças também podem apresentar dor óssea como principal sintoma, dentre elas a osteoporose, comum aos idosos. Além disso, durante a fase de crescimento das crianças, também é possível que a dores nas pernas se apresentem. Mas um diferencial da leucemia é que, na maior parte dos casos, ela se apresentará com outros sinais associados, como:

  • Fadiga (cansaço extremo)
  • Febres e infecções constantes
  • Hematomas
  • Perda de peso sem motivo
  • Desconforto abdominal e inchaço do baço ou fígado
  • Sangramentos

Dores ósseas durante o tratamento 

O sintoma também pode estar presente após o diagnóstico, por conta do próprio tratamento realizado contra a leucemia. Os fatores de crescimento, medicamentos que são utilizados para estimular a produção das células, podem gerar a sensação de dor e desconforto na região das pernas, quadris. E é essencial o paciente entender que sentir dor não deve fazer parte da terapêutica. É preciso relatar à equipe médica  responsável, para que medicações sejam aplicadas, aliviando o sintoma.

Toda dor óssea é leucemia?

Não! Sentir dores nos ossos não é normal e é preciso ser investigada, caso seja persistente. Mas claro, nem sempre o sintoma será uma doença grave ou até mesmo uma leucemia.

São diversos os motivos que levam uma pessoa a sentir dores ósseas. Como vimos, é possível que este sintoma aconteça durante a prática de uma atividade física, na fase de crescimento de crianças e adolescentes e, claro, nos adultos, por conta de doenças associadas, como a osteoporose, artrite reumatoide, artrose.

Ficar atento às mudanças que o corpo apresenta é sempre importante. Então se sentir dores ósseas persistentes, que se somam a alguns dos sintomas que trouxemos aqui, é sim essencial procurar por um médico, se possível o hematologista, combinado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Search