skip to Main Content
Vacinas Contra A COVID-19

Vacinas contra a COVID-19

Pessoas em tratamento do câncer podem ser imunizadas?

O assunto do momento é, sem dúvidas, as vacinas contra a COVID-19. E se você está em tratamento do câncer, deve estar se perguntando: eu vou poder ser vacinado?

Bem, no momento são várias as pesquisas sendo realizadas e, em diversos países, alguns grupos já passaram a ser imunizados.

Vacinas contra o novo coronavírus

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, mais de 100 vacinas estão sendo desenvolvidas atualmente. Algumas delas já receberam aprovação em caráter emergencial e outras estão em fases avançadas nas pesquisas.

Veja aqui alguns dos destaques:

  • Oxford | Astrazeneza

Em teste no Brasil, esta vacina usa uma versão mais branda e geneticamente modificada de um vírus que causa um tipo de gripe comum em chimpanzés, chamado CHAdOx1. Os pesquisadores acreditam que ela estará disponível em outubro. A capacidade de produção chegará em 2 bilhões de doses.

  • CoronaVac

O Governo de São Paulo assinou parceria com o laboratório chinês Sinovac para o fornecimento do primeiro lote da vacina, para uso em profissionais de saúde. A produção também será realizada pelo Instituto Butantã e São Paulo receberá 46 milhões de doses. A vacina está em fase 3 de pesquisa e ainda não tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

  • Moderna

A empresa norte americana, Moderna, desenvolveu uma técnica inovadora, conhecida como RNA mensageiro. Esta é a segunda vacina a ser aprovada nos EUA e já passou a ser aplicada em profissionais de saúde. Ela deve ser tomada em duas doses, injetadas com um intervalo de algumas semanas.

  • Pfizer

A vacina, que também usa a técnica de RNA mensageiro para obter uma resposta imune contra o coronavírus, foi a primeira a ser aprovada em caráter de urgência nos Estados Unidos e há alguns dias passou a ser aplicada em profissionais de saúde, idosos e membros do grupo de risco. O Brasil vem negociando com a farmacêutica, para que a vacina também chegue ao país. Dentre as barreiras estão os refrigeradores necessários para conservar a integridade do produto.

Tenho câncer, vou poder me vacinar?

Bem, ainda é tudo muito novo e estudos continuam sendo realizados para que as respostas concretas possam surgir. O que se sabe, até o momento, é que o único grupo de pessoas que não participaram das pesquisas para as vacinas contra a COVID-19 foram as crianças. E nos estudos publicados com as vacinas, o número de pacientes com câncer era muito pequeno, pouco representativo.

Agora, é importante lembrar que pacientes em tratamento com quimioterapia, radioterapia ou que passaram por um transplante de medula óssea estão com a imunidade bastante debilitada e, por isso, vacinas que utilizam vírus vivos não podem ser aplicadas.

De qualquer maneira, quando as vacinas receberem a autorização para aplicação no Brasil, converse com seu médico e procure entender se você está em condições de receber este imunizante.

As vacinas são seguras?

Cuidado com as informações que você recebe! São muitas as fake news que andam espalhando por aí, dizendo que as vacinas podem mudar o DNA do corpo, trazer doenças e até mesmo mudar o gênero da pessoa. E nem preciso dizer que nada disso é verdade, né?

Para que uma vacina seja aprovada, em caráter de urgência ou em tempo “normal”, muitos cientistas estiveram envolvidos neste projeto. São horas, dias, meses e até mesmo anos de pesquisas, sempre focadas na eficácia e segurança do produto.

É possível que alguém apresente alguma reação adversa? Embora raro, sim, é possível. Mas até isso é previsto pelos profissionais envolvidos nestes estudos.

Então, se você receber a indicação da vacina pelo seu médico, não tenha medo! Ela será importante para você e para todos aqueles que convivem ao seu lado.

This Post Has 2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Search